VOCÊ ESTÁ EM: PÁGINA INICIAL »

Jessica Ellen Cornish, conhecida pelo seu nome artistico Jessie J, nasceu no distrito londrino de Redbridge, na Inglaterra, em 27 de março de 1988. Com onze anos de idade, Jessie participou do elenco da produção de Andrew Lloyd Webber, Whistle Down the Wind em West End e foi expulsa do coral por ”cantar alto demais”.

Com 15 anos Jessie J ganhou o prêmio de ‘’Prodígio Pop’’ em um show na TV. Aos 16, começou a estudar na BRIT School, onde a cantora britânica e amiga de Jessie, Adele, também se formou, e aos 17 formou com outras duas amigas, o grupo vocal “Soul Deep”. Desde criança Jessie escrevia alguns textos, porém, aos 17 anos, começou a compor profissionalmente e a escrever músicas para artistas como Chris Brown, Justin Timberlake e Miley Cyrus (para quem escreveu o hit Party In The USA).

Jessie também teve que enfrentar vários obstáculos em sua vida, como por exemplo o bullying que sofria na escola e os problemas de saúde que foram aparecendo quando ainda era pequena. Desde os 11 anos de idade, Jessie J sofre com a irregularidade de seus batimentos cardíacos. Com 18 anos, ela sofreu um AVC e com isso, teve que se limitar a algumas coisas, como fumar e beber.

“Aos 11 eu fui diagnosticada com um batimento cardíaco irregular eu tinha fios colocados no meu ombro, virilha e coração para tentar pô-lo a um ritmo normal, mas não deu resultado. Então, aos 18 anos, eu sofri… um pequeno ataque. Foi assustador, mas eu estou bem agora. Ter uma má saúde fez-me perceber que não se pode tomar nada como garantido e devo cuidar do meu corpo.”

Mesmo antes da fama, Jessie J assinou um contrato com a Gut Records, gravando algumas músicas para a gravadora, mas a mesma faliu antes que qualquer produto fosse lançado. Em 2008, o presidente da Lava Records se impressionou com a cantora ao vê-la cantando através de sua conta no MySpace. Ao fim deste mesmo ano, Jessie teria então seu contrato assinado com a Lava Records em parceria com a Universal Republic.

Seu primeiro álbum de estúdio começou a ser gravado em 2006 e teve seu lançamento apenas cinco anos depois, em 2011. Porém seu primeiro contato com a indústria da música foi em 2010, quando gravou seu primeiro clipe, Do It Like A Dude.

Já com alguns fãs de sua vida “famosa’’ de youtube, Jessie lançou no final de 2010 em sua conta no portal de vídeos o “Dare Jessie J’’ onde artistas a desafiavam em fazer loucuras relacionadas à música como cantar vestida de gorila no meio da Trafalgar Square, uma das praças mais movimentadas de Londres ou como cantar trecho da sua música “Mamma Knows Best” no meio da Times Square, em Nova York.

Já em 2011, com o ano do lançamento de seu álbum e o estouro mundial de ‘Price Tag’, a fama real ficou em evidência, e Jessie J já não era mais somente uma boa cantora do You Tube. Agora ela faria parte de algo maior, e logo veio os convites para entrevistas de rádio, de TV, participações de eventos grandes, etc.

Jessie veio a quebrar seu tornozelo em junho do mesmo ano, mas nada que a impedisse de continuar fazendo o que gostava. Nesta época, Jessie gravou mais dois clipes, porém sentada por conta do seu tornozelo, e fez no mínimo 10 shows com o mesmo acidentado, também sentada em um sofá. Após ficar meses com a tala ortopédica, Jessie fez a cirurgia necessária e teve que andar de muletas por mais dois meses.

Em 24 de novembro de 2011, Jessie J veio ao Brasil para o grande evento da Fórmula 1, o F1 Rocks juntamente com Macy Gray, o que fez lotar a maior casa de eventos em São Paulo, Via Funchal com aproximadamente 6 mil pessoas.

Em 2011 foram 6 singles lançados, 1 álbum com 3 versões (original, platinum e deluxe), 5 videoclipes, 2 turnês, 1 Brit Awards, 4 MOBO Awards e mais de 50 shows pelo mundo.

No início de 2012, Jessie iniciou mais uma turnê, desta vez na Austrália e Oceania. 2012 era realmente o ano de sucesso na carreira da Jessie J, sendo tão prestigiada a ponto de ser escolhida para ser a jurada do programa campeão de audiência nos Estados Unidos, o The Voice, só que em edição no Reino Unido.

E não parou por aí, lançando seu último single do álbum ‘Who You Are’ em abril de 2012, Laserlight em parceria com o DJ francês David Guetta lhe fez bater um novo recorde: o de única cantora a ter 6 singles de um único álbum no top 10 britânico.

Chegamos então ao ápice da carreira de Jessie J, sua performance para o mundo todo: A cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Londres 2012. Jessie J pode não ser ainda uma Beyoncé ou uma Madonna da vida, mas ela pode se orgulhar de ser a única cantora a performar por quatro vezes em uma cerimônia olímpica para mais de 1 bilhão de pessoas a quem assistiam. Nesta mesma noite, ela estaria sujeita às críticas por cantar ao lado da lendária banda ‘Queen’ e representar nada mais, nada menos que Freddie Mercury em ‘We Will Rock You’. Se puséssemos em uma balança, as críticas positivas ganhariam de 80 a 20% das negativas. Tanto sucesso, que por uma semana inteira, o nome ‘Jessie J’ foi o mais pesquisado pelos internautas na rede de pesquisas Google.

Então chegou o dia 21 de setembro de 2012, pra Jessie anunciar no seu show em Londres, pelo iTunes Festival, que aquele mesmo show seria o último da gloriosa era ‘’Who You Are’’.

Atualmente Jessie está no processo de gravação de seu novo álbum seguido da Nice To Meet You Tour, que ocorrerá a partir de o mês de outubro de 2013.